Postagens

A MORTE DE DEUS PELO HOMEM

Imagem
* Por Armstrong Lemos
Ao nascer, o homem  traz consigo o sentimento da existência de um bem maior, e nessa consciência intuitiva, ainda não influenciada pelas vertentes ideológicas dos meios em que convive, conserva o Divino puro como Ele é.
As deturpações da imagem do Criador vêm na medida em que as mãos do homem tecem as suposições da vontade divina, encaixando-as nas suas próprias necessidades e desejos, e quando não, nas suas fraquezas e desvios.
As instituições religiosas, enquanto organizações humanas que buscam congregar o homem com Deus, criam caminhos distintos da visão do homem em relação ao Divino, ao passo que as suas doutrinas interpretam a criação e o Criador de maneira diversa, e nessa diversidade, muitas das vezes o amor dá lugar ao ódio e a intolerância, que corroem a humanidade na alma e em seus valores.
O homem está matando Deus, não só de agora. Quando Jesus, na passagem bíblica Cristã (João: 2,13-22) expulsa os comerciantes do templo, asseverando que a casa do Pai não…

ADI contra decreto que aumenta tributos sobre combustíveis será analisada pela relatora

Imagem
A ministra Cármen Lúcia concluiu que não cabe à Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) atuar, de imediato, na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5748, na qual o Partido dos Trabalhadores (PT) questiona decreto editado pelo presidente da República que aumenta as alíquotas do PIS/Pasep e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) incidentes sobre a importação e a comercialização de gasolina, óleo diesel, gás liquefeito de petróleo (GLP), querosene de aviação e álcool. O caso será analisado pela relatora, ministra Rosa Weber.


A presidente do STF salientou que em ação popular ajuizada na Justiça Federal, com o mesmo objeto, foi deferida antecipação de tutela, em primeira instância, posteriormente suspensa por decisão do presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). Diante de tal contexto e para proporcionar maior segurança jurídica, em razão da proximidade do final recesso forense de julho, a ministra considerou recomendável que o pedi…

CORRUPÇÃO: A CULPA TAMBÉM É SUA.

Imagem
*Por Armstrong Lemos
Estamos vivendo momentos de extremas mudanças, em especial no nosso país, que passa por profunda devassa cultural no modus operandi da política brasileira.
Antes de culparmos os mandatários encontrados com a “boca na botija”, é importante refletirmos sobre a fonte dessa crise política que vivemos.
Descobrir a origem da cultura da corrupção no país do “jeitinho”, requer exercícios complexos, providos de análises históricas, antropológicas, filosóficas, sociológicas e, talvez, até umas boas doses de álcool, para clarearem as ideias.
Não farei nenhum apanhado mais aprofundado sobre tudo que estamos passando, pois os fatos são noticiados diariamente nos jornais. O certo é que estamos vivendo tempos únicos em que as instituições do nosso país, inclusive o próprio Ministério Público e o Judiciário, são postos à prova do cumprimento das suas missões.
Talvez tudo isso resulte no aperfeiçoamento das nossas instituições e, no fortalecimento da democracia brasileira.
Não tenhamo…

FILOSOFANDO: O HOMEM. SER MAIS FRÁGIL DA NATUREZA.

Imagem
Por Armstrong Lemos
Individualmente, o ser humano é o mais vulnerável dos animais, não só pela sua fragilidade física na natureza nua, mas por aquilo que o faz diferente dos demais: a inteligência. A alma que anima o corpo.
É na inteligência do homem e nos vícios da alma, que residem as suas fraquezas, quando essa não estiver estribada por sentimentos de desapego.
Não há nada neste mundo material que seja eterno, nem o conhecimento, pois muito do que fora produzido por sociedades antigas, os nossos arqueólogos, historiadores e demais cientistas, de hoje, tentam explicar.
As nossas certezas da fé são produtos da necessidade humana por explicação, e quando inexplicáveis, ainda assim, estará a fé a dar certeza ao que o coração sabe ser incerto. Quando se olha para o céu e se constata as infinitas possibilidades de vidas que há nele, vêm os dogmas que açoitaram a humanidade por milênios, a dizer que somos únicos, tal qual um cardume que nada em um oceano inteiro, sem outras formas de vida a co…

INTERPRETANDO TRADUZIR-SE.

Imagem
INTERPRETANDO TRADUZIR-SE.
*Por Armstrong Lemos
Ao contextualizar o seu poema traduzir-se, tão formosamente cancionado pelo cearense Raimundo Fagner, o maranhense Ferreira Gullar disse que fora fruto de um espanto (aquilo que faz o poeta produzir com qualidade). Foi um choque da realidade do homem (aquele que vive os cruéis e também encantadores dias) confrontado com a sensibilidade do poeta (aquele que sonha e sofre com a análise desses dias vividos). Traduzir-se é a contextualização poética da sensibilidade daquele que se compreende, que se conhece, ou que busca compreender e conhecer a si mesmo. É o homem, que como outros homens, vive, e pelos seus comuns é amado e, também, odiado. São partes de um só, um aparente outro não tão conhecido: Uma parte de mim é todo mundo: outra parte é ninguém: fundo sem fundo.
Uma parte de mim é multidão: outra parte estranheza e solidão.
O homem que vive a sua construção, num emaranhado de conceitos, preconceitos, paradigmas e valores outros, que despertam em…

Juiz concede medidas protetivas para transexual internada à força pela mãe

Imagem
O Juiz Titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca de São Gonçalo (RJ), Dr. André Luiz Nicolitt, deferiu pedido de medidas protetivas formulado pela Defensoria Pública em favor de mulher transexual internada compulsoriamente pela mãe. A genitora não aceitava a identidade de gênero da transexual e por isso a internou à força em clínica para tratamento de drogas contra a sua vontade. A vítima, após tentar reconciliação com a genitora e retornar ao lar, foi tratada com comportamento intolerante e preconceituoso em relação a sua identidade de gênero. Quando internada à força, fora dopada e conduzida coativamente à clínica localizada em outro Estado, apesar da ausência de qualquer laudo que corroborasse a dependência química, enfermidade mental ou incapacidade civil. Destacamos a seguinte passagem da brilhante decisão (processo nº 0018790-25.2017.8.19.0004): “Assim, convicções contrárias à orientação e identidade sexuais da pessoa não merecem acolhida no…

STF: Prisão após decisão de 2ª instância é permitida, porém não obrigatória

Ao deferir ordem em um HC nesta terça-feira, 23, a 2ª turma do STF voltou ao tormentoso tema da prisão logo após decisão de 2º grau. No caso concreto, o relator, ministro Gilmar Mendes, concluiu que embora os crimes imputados ao paciente fossem graves, incluindo aí o de tráfico de drogas, o homem respondeu ao processo em liberdade e não há informação nos autos de reiteração delitiva. Considerando que a sentença condenatória não demonstrou minimamente a real necessidade da segregação cautelar, determinando o cumprimento imediato da decisão sem adequada fundamentação, o ministro Gilmar Mendes asseverou: “Nós admitimos que será permitida a prisão a partir da decisão de 2º grau, mas não dissemos que ela é obrigatória.” Assim, revogou a prisão do paciente sem prejuízo da imposição de medidas cautelares. Ainda mais, o ministro Gilmar ressaltou que está refletindo sobre a ideia do ministro Toffoli de exigir, para a decretação da prisão, o exaurimento da matéria no STJ, objetivando a uniformizaçã…